sábado, 1 de outubro de 2011

Abrantes-Fatima-Abrantes by MTB Bikes

Boas amigos e seguidores das nossas pedaladas e aventuras por esses caminhos fora. Após em Maio ser feito o reconhecimento deste percurso, eis que surge a oportunidade de levar os restantes elementos do nosso grupo a fazer este belo roteiro.
Alinharam assim para esta ida ao Santuário de Fátima: Aníbal, João Dias, Ricardo, Paulican, Nelson e Fernando
7h00 da matina foi a hora escolhida e Quartel de Abrantes o local para dar inicio a mais uma aventura! Hoje invulgarmente foi o nosso "chefe de fila" Paulican o primeiro a comparecer no local combinado; palavras do próprio: "eu nem consigo dormir descansado na véspera destas coisas..." enfim mais vale isso que chegar atrasado. (rsrsr) Arrancamos ainda com um ar de madrugada o sol começava então a nascer!
Seguimos em direcção às planícies dos campos ribeirinhos do Tejo entre Rio de Moinhos e Constância. O sol lentamente começa a nascer, proporcionando bela imagens de uma bonita alvorada.
De Abrantes até Constância foi um instante...caminho muito rolante e plano a pedir talega e punho enrolado, aproveitando a frescura da manhã. O sol começa-se a implementar, adivinhando-se assim um dia de Outono a fazer lembrar os dias de Verão.
Os patos a deambular pelas águas serenas do Tejo...acompanhados pelas travessias de pequeno barco!
Mais dois dedos de conversa e meia dúzia de pedaladas eis que começamos a avistar uma das maravilhas do nosso país, o Castelo De Almourol implantado em pleno Rio Tejo desde o sec.XVIII
Após apreciada a paisagem seguimos por um trilho muito giro paralelo ao Rio, com bonitas paisagens. Terminando num técnico e maravilhoso Single Track à entrada da Vila de Tancos..
De Tancos até à Barquinha foi um instante...sem dar pelos quilómetros rapidamente estávamos a pedalar em pleno parque do Bonito, aproveitando os seus rolantes estradões!
Passagem pelo Bonito, segue-se a entrada no estradão da conduta da EPAL...ora se sobe ora se desce, um estradão de perder de vista, marcado pelo seu piso rolante. Chegados ao centro da Meia Via, eis que momento para devorar uma barrita e trocar uns "galhardetes" com um popular ainda meio ressacado da noite anterior...aqui mais uma vez Paulican esteve ao mais alto nível, deixando o popular sem qualquer hipótese! Escusado será dizer que foi a risada total. (ficamos há espera da carroça para uma próxima aventura...pois tracção animal já temos)
Deixámos o fontanário da Meia Via numa risada brutal. Seguimos em direcção à escola de Policia de Torres Novas, onde iríamos apanhar um belo trilho em direcção a A Do Freire.
Começou-se a encontrar as primeiras subidas do dia, que até então foram muito ligeiras
O grupo seguia todo a bom ritmo e com muito vontade de alcançar o Santuário de Fátima.
Fernando a pousar com grande estilo para a foto...e pensar ai Jesus o que falta subir!
Feitas as primeiras subiditas do dia eis que se começa a ter apenas e unicamente como plano de fundo a imponente Serra de Aire
Continuamos assim em bom ritmo por este belo estradão até à aldeia de Alqueidão.
Antes de alcançar o Alqueidão ainda houve tempo de registar a passagem pela capela de A Do Freire
Do A Do Freire segue-se mais um estradão bastante rolante até alcançar o Alqueidão. Aqui surge a primeira "categoria de montanha" do dia, a subida até a meia encosta da Serra. Subida longa com alguma pedra solta e com um final algo técnico com a tradicional pedra calcária desta serra
Refeitos deste empeno, segue-se o trilho a meia encosta da serra, com alguns drops de pedra pelo meio e pedra para todos os gostos. Acabou-se a diversão e segue-se o segundo empeno da manhã, subida com piso solto com final já na aldeia do Bairro. Passadas as dificuldades da Serra de Aire foi meter talega e rolar até Fátima!
Alcançado o objectivo, foto da praxe, seguida de momentos de devoção pessoal à Nossa Senhora de Fátima que nos tem acompanhado neste pedaladas!
Claro está que após esta viagem e acordar às seis de manhã a barriga já pedia algo mais do que apenas barras e cubos de marmelada...quando a fome aperta nada melhor que o Mister Leitão para aconchegar as nossas barrigas! Saíram assim seis deliciosas e quentinhas sandes de leitão acabadinhos e assar!
Barrigas satisfeitas é hora de nos pormos ao caminho, pois ainda só tínhamos alcançado metade do objectivo...segue-se a viagem de regresso e agora com a companhia de mais um elemento o VENTO, que nos acompanhou sempre de frente!
De regresso aproveitamos para passar pelo parque eólico de Pias Longas, onde ficam sempre grandes imagens guardas nas nossas retinas!
Aqui ponderou-se fazer a restante parte da viagem de avião...mas rapidamente se abandonou tal ideia, pois tínhamos uma descida invernal a nossa espera. E além disso Abrantes não tem pista de aterragem!
Longos estradões e plantações de eólicas a perder de vista.
Nelson a mostrar a sua forma, aliada a sua made in Portugal!
Anibal a curtir os trilhos do PNSAC!
Rapidamente deixámos a Serra de Aire e alcançamos Torres Novas, pois agora deu para nos vingarmos nas descidas que anteriormente tivemos de ultrapassa! Onde se destaca a brutal descida para o Alqueidão onde pessoal no final estava todo eufórico.
Seguimos então caminho em direcção à Meia Via; Entroncamento; Barquinha, aqui ficamos sem um elemento, o amigo Fernando devido ao alargar da hora e ao alargar dos quilómetros aliado a compromissos profissionais opta por ligar à assistência e viagem para lhe providenciarem transporte até Abrantes! Ficamos sem um elemento mas continuamos com um vento cada vez mais intenso...Da Barquinha até Constância foi rolar por alcatrão, chegados a Constância foi degustar mais uma sandes e uma cola fresquinha!
O amigo Paulican queria mesmo era um leitinho fresquinho e uma sandes de presunto...diz o próprio que é de muito alimento!
Após esta paragem segue-se a parte final do troço...mas ainda dois empenos para se terminar de barriga cheia! Com 135km em cima levar com a subida de Rio de Moinhos e com a subida da Fonte dos Pastores é pincel....mas com maior ou menor sacrifício, com mais ou menos tempo todos alcançaram o objectivo!
E chegou-se assim ao fim de mais uma bela aventura entre amigos, com um óptimo espírito de equipe e com grande vontade de concluir este desafio com sucesso, percorrendo-se assim cerca de 140km em em cerca de 7h00 e queimando 5800 calorias! ATÉ À PRÓXIMA AVENTURA...BOAS PEDALADAS

Em breve filme da aventura

Sem comentários:

Publicar um comentário