segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Os 3 Empenos

Por volta das 8h a malta reuniu-se no local do costume para mais uma manhã de pedaladas, hoje com novas presenças e com regresso de dois companheiros do team que têm estado afastados há já algum tempo das peripécias do BTT. Alinharam assim Fernando, Aníbal, António, Nelson, Ricardo, Miguel (CabeçoDasÁguias) e Sr. Ventura um estreante nesta andanças do BTT, mas com um brutal preparação física, os seu 56 anos de atletismo são uma mais valia.
Seguimos assim rumo ao vale da ribeira dos Casais, fazendo os primeiros ST do dia
Apontamos então como destino a Rosa Mana, passando pelo ST do Sardoal onde deu para abusar um bocadinho nas descidas...
Aqui o amigo Nelson a comprovar quem não é para comer não é para pedalar...este homem não facilita no que diz respeito a bucha!
O regresso de Tonho Zé e Anibal às manhãs domingueiras, após uma paragem de 3 meses
Da Rosa Mana seguimos para o Monte Cimeiro, local onde o amigo Tonho Zé resolveu e bem regressar a Abrantes, pois três messes de paragem fazem moça...e o que tinha preparado para os próximos 20km não seria pêra doce!
Hoje a volta também ficou marcada pela estreia da nova montagem do Aníbal, a bonita Jorbi à lá carte, bem bonita que está!
Paragem no café do Monte Cimeiro e eis que começam as comédias...o pneu do Fernando não aguenta ar, pois o líquido está completamente seco! Resolvemos e bem meter uma câmara de ar, o que solucionou o problema até fim da volta

Deixando o Monte Cimeiro para traz chegam a melhor parte dos trilhos, os típicos trilhos de serra com um sobe e desce constante e pelo meio 3 valentes empenos.
Aqui já com dois dos empenos ultrapassados, duas lindas e fofas subidas nas encostas da aldeia da Lousa
No vale da Ribeira de Codes, após termos ultrapassado uma sessão de trialeiras durrisimas! Toda a atenção do mundo é pouca...um misto de pedra solta e valas das chuvas de inverno ao longo de descidas com inclinação bem acentuada.
Nesta altura mais uns problemas de falta de ar mas nada de grave
Chega ao leito da Ribeira de Codes, que por esta altura está bem diferente...
Mas para terminar o empeno ainda tinham que levar com mais um empeno...
Ou melhor mais uma subida daquelas que todos nos adoramos encontrar!
Seguiam-se assim mais 3km de subida até alcançar a aldeia de São Domingos...mas que bem que sobe alcançar o topo desta subida.
Chegados a São Domingos foi largar travões e vingar-se das subidas, pois seguiram-se uma séria de descidas e estradões rolantes até chegarmos a Abrantes. Foi uma manhã muito bem passada e um excelente treino com uma boa dose de dureza pois foram cerca de 1500m acumulado e 60km de trilhos.

Sem comentários:

Publicar um comentário