quarta-feira, 15 de junho de 2011

Dia I Porto-Ponte de Lima 10/06/2010

O primeiro dia era o dia mais esperado da ultima semana…todas as cabeças andavam a mil à hora para nada falhar nem ficar em casa, pois como íamos em autonomia total não se pode facilitar muito. Temos de tentar ser o máximo possível autónomos.Para terem uma noção a carga transportada por cada elemento andou a rondar os 5/6kg, como primeira vez nesta andanças ficou um bom teste e uma aprendizagem para futuras viagens!

Depois de uma noite de ansiedade; pois parecia que as horas teimavam a demorar a passar, mesmo sabendo que a hora de alvorada teria de ser por volta das quatro da madruga…finalmente toca o despertador e é hora de nos fazermos a estrada em direcção ao Porto!

Após uma viagem tranquila, chegamos ao Porto por volta das 8h00, onde nos encontramos com o Miguel

Momentos antes de iniciarmos as primeiras pedaladas do dia, tivemos ainda de fazer a refeição calórica e proteica do dia, massa com atum e ovos…inevitavelmente não podíamos passar despercebidos as pessoas que passavam a nossa beira, pois verem quatro marmanjos pelas 8h00 da manhã a devorar massa em plena rua é no mínimo caricato!

Massa devorada, mochilas as costas e eis que se dá inicio a “el camino”. Os primeiros metros de mochilas nas costas foram sem duvida diferentes, pois nunca nenhum de nós tinha se familiarizado com tal instrumento! Iniciamos assim o Caminho na Sé do Porto, que no seu redor mais se parecia com um local de concentração de um passeio organizado de BTT, eram centenas de bikes!

Habitual foto da praxe, ás portas da bonita Sé! E o primeiro carimbo de muitos que viríamos a adquirir ao longo do caminho.

Os primeiro metros do caminho, são um verdadeiro “downhill” urbano, pelas ruas antigas da cidade do Porto e com uns upwhill pelo meio!

Os primeiros 30km resumem-se alcatrão e algumas troços de calçadas ate se alcançar a aldeia de Rates, nesta primeira fase de alcatrão ouve tempo para nos perdermos duas vezes.

Perto de Rates, cruzamo-nos com os grupos da Zona55 BikeTeam e do Fôjo Zybex BTT que realizavam a ligação de Povoa do Varzim-Abrantes, dois dedos de conversa foto de grupo e cada uns seguem o seu rumo!

Meia dúzia de quilómetros à frente e eis que surgem a primeira avaria do dia…na povoação de Gião eis que o movimento pedaleiro do João decide dar a alma ao seu criador, ficou tudo meio apavorado! Rapidamente tivemos a prestável ajuda de um habitante local que nós disponibilizou algumas ferramentas para tentar resolver a questão…mas não havia nada a fazer senão substituir o movimento! Para ajudar a situação hoje é feriado nacional o que torna mais difícil a tarefa de se encontrar lojas de bikes abertas…não havia outra alternativa senão seguir em frente!

À medida que vamos deixando a cidade do Porto para trás, começam a aparecer as típicas aldeias do norte. Além das aldeias uma constante deste percurso são as travessias de pontes, em cima temos a Ponte D.Zameiro, remonta ao século XII, funcionando como a travessia mais segura perto da foz do Rio Ave, tornando-a caminho preferencial de peregrinos para Santiago de Compostela.
Travessia da ponte S.Miguel de Arcos, que remonta ao século XII, construída no tempo de D.Afonso Henriques Travessia da bonita aldeia de Rates, por entre as ruas de calçada, incluindo também a visita à igreja matriz, onde curiosamente iria decorrer um casamento. Altura também para carimbar a credencial de peregrino!
Bonitas paisagens, onde o verde dos campos de milho dá lugar a cenários magníficos...a vontade de pedalar era cada vez maior.

Capelinha da Santa Cruz, paragem para limpar uma sandes que havia sido guardada pelo Miguel e que bem que soube, pois as horas passam os quilómetros aumentam e as máquinas necessitam de bucha. Com esta paragem não entrou só a bucha, entrou mais uma preocupação...o pneu traseiro do Miguel estava com as fibras interiores degradadas, mais uma preocupação!
Chegada as margens do Rio Cávado, com a Ponte Medieval de Barcelos como pano de fundo

A entrada em Barcelos!
Vir a Barcelos e não tirar uma foto com a sua imagem de marca, era imperdoável...e claro nós fizemos questão de ficar na foto com o dito "Galo"
Escolhemos um dos mais antigos restaurantes de Barcelos, para abastecermos baterias. Restaurante Arantes
Com grelhados e estufados, restabelecemos as nossas energias...e um tinto para dar força, um pouco carrancudo, pois também escolhemos maduro e estamos em terra de verde! Ficamos bem servidos e com um preço muito convidativo!
Ainda aproveitamos para carimbar a credencial na Igreja da N.Senhora dos Passos.
Com as barrigas cheias, estávamos prontos para seguir para Ponte Lima. Á saída de Barcelos encontramos uma loja de bikes aberta, no instante que vimos a loja foi uma sensação de alivio pois podíamos ver os problemas mecânicos resolvidos... Casa Moto Acessórios de Barcelos, representante oficial da Orbea, bem amigos posso dizer que o nosso estado de espírito nesta loja teve 3 fases: alivio, piada e finalmente do desespero total. Foram 3h30m para substituir um movimento pedaleiro e um pneu, estivemos na presença de um mecânico de alto nível!!!! Foi um barrete do tamanho do mundo e foram €€€ que voaram da carteira do João e do Miguel
Deixámos assim Barcelos por volta das 18h30m, ainda com alguns quilómetros para percorrer até Ponte de Lima. Pelo meio ainda ouve algumas paredes para ultrapassar e troços de single tracks e trialeiras para curtir!



Os quatro labrujas desta aventura...team de luxo!

Paragem na praia fluvial da Ponte das Tábuas, pena o tardar da hora, pois estas águas translucidas convidavam a um belo de um mergulho...
Os efeitos às portas das igrejas deixam adivinhar as épocas festivas!

Mais um Single Track para recordar
Com o sol a esconder-se por de trás das montanhas eis que alcançamos Ponte de Lima...as mais de três horas perdidas em Barcelos fizeram que chegássemos quase às 21h
Chegados ao fim da primeira etapa, repleta de peripécias nada agradáveis desde avarias mecânicas e até a perda da mini-camera de filmar do João, contudo adoramos o percurso deste dia I, dados do percurso:

Quilómetros:
98km
Tempo a pedalar: 6h00
Calorias queimadas: 4400
Acumulado: 1100m
Bem a primeira etapa do dia esta feita, mas o dia ainda não se dá por terminado...segue-se a o chek in na Pousada da Juventude de Ponte de Lima, que estava repleta de bikes. Na recepção estavam seguramente mais de 100bikes. Feito chek in o merecido banho tomado, arrancamos para a vila a ao encontra dos "tachos"
Claro que já estava mais do que na hora de Jantar...escolhemos o restaurante o "Gaio", por sugestão do Miguel.
Comemos que nem os "lordes", impecável...e destas vez o Verde Tinto não escapou! E mais uma vez uma excelente relação preço qualidade.
Após um belo jantar, nada melhor do que um passeio pelas bonitas ruas de Ponte de Lima para descontrair as pernas e digerir a janta!
Vai uma pega de caras?!

Finalmente chegamos ao fim do dia...eis que estamos na nossa "bedumnagem" palavra para descrever os nossos reais aposentos! Escusado será dizer que foi uma festa e uma risada total...estas camaratas largavam assim o cheirinho agradável!

Aguardem pela próxima etapa...por nós eleita e etapa RAINHA, a todos os níveis..ou melhor quase todos, mas isso iram ficar a saber!

Sem comentários:

Publicar um comentário