domingo, 1 de março de 2009

Volta do Tombo - 01/03/20009

Boas meus caros BTTISTA. Hoje mais uma tarde de BTT, puro e duro!

Apesar do aspecto do céu não ser o mais animador e encorajador, em nada feio afectar a nossa habitual volta domingueira. Assim sendo o local combinado para a parida foi São Lourenço por volta das 14h00, contando com os seguintes elementos á partida; Nelson, Nuno, Paulo e eu (Ricardo)…

Fizemo-nos assim aos trilhos sempre com a boa disposição a pairar no ar…rumos assim em direcção a Abrançalha de Cima, tomando aqui um trilho repleto de picos, pedra solta e para ajudar sempre a subir, continuamos ao longo de estradões em direcção á Brunheta, zona que é cerca de 12km sempre com um sobe e desce constante, tudo subidas acessíveis; chegando á Brunheta tivemos que superar a longa, mas rolante subida até à Nossa Senhora do Tojo, a meio desta subida começam a cair os primeiros sinais de chuva, mas nada que nos assusta-se…chegando a Nossa Senhora do Tojo, aproveitamos para fazer uma paragem para recuperar da longo e desgastante subida, por esta altura chovia fortemente, o Nuno já falavam em telefonar à sua mulher para o vir buscar! Restabelecidas as forças e a chuva a acalmar continuamos por asfalto até ao Carvalhal, onde fizemos uma bela paragem no Café Aventureiros para beber um cervejinha…caiu espectacularmente. Feita a paragem da mini seguimos em direcção a São Simão, fazer a espectacular descida até á capela; de São Simão seguimos uma das partes que me dá mais gozo fazer deste percurso, a ligação entre São Simão e Sentieiras…nem a forte chuva que se fazia sentir afectava a espectacularidade deste trilho é muito bom mesmo, tem de tudo lama, rocha subidas QB, saltos e mais saltos, simplesmente pura diversão. Chegando a Sentieiras seguimos ao longo do asfalto até a uma quinta com longas vinhas…nesta fase foi rir ate não poder mais, apanhamos uma zona de olival que deu tombo a trás de tombo, todos demos um tombo! Era uma zona cheia de rastos de tractor com lama a agarrar se aos pneus de tal forma que parece que ficamos com um pneu 2.50…feita esta travessia seguimos em direcção a Casais de Revelhos, seguindo em direcção ao Sardoal, mais própria mente ao single track, esta parte já foi feita sempre sem a presença da chuva…mais uma vez foi só curtir pelo single a baixo apesar do piso estar um pouco escorregadio; seguimos então em direcção ás bombas do Sardoal, rolando então pelo asfalto ate apanhar um trilho que nos leve em direcção à A23, rolando então com destino ao Intermarche para lavar a burras, fazendo pelo caminho uma paragem nas bombas da Galp para beber uma fresquinha.


Distancia percorrida: 48 Km



Foto-Report


















Sem comentários:

Publicar um comentário