sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

II Maratona Sardoal 15/03/2008

Percurso 30km


Percurso 60km





Nelson Alves - 9
Nuno Santos - 276
Paulo João - 277
Ricardo Almeida - 278

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

MARATONA BTT INTER FREGUESIAS CONCELHO DE ABRANTES

Dias 12 e 13 de Setembro de 2009
Máximo 100 inscritos.
Inscrições até 1 de Agosto ou até se atingir o limite de 100 inscritos.
Kms 150 (70+80) dificuldade média, Técnica 3, Física 3
Percurso, realizado por GPS próprio de cada participante ou equipa, a carregar pela organização no dia da prova.
Valor da inscrição: 25 pedaladas por participante: Inclui 1 pequeno-almoço, 1 almoço 1 jantar, abastecimentos, seguro, dorsal, lavagem de bikes e lembranças.
Pode Participar: Individual, Equipas de 2 ou Equipas de 4 elementos.
Concentração: Parque Urbano de S.Lourenço – Abrantes ( partida e chegada)
Programa dia 12:
08H00 abertura do secretariado.
08H30 chamada de todos os atletas participantes e colocação do Track nos GPS
09H30 Partida
19H30 Jantar no Restaurante S.Lourenço
Dormidas: Tendas Próprias no Parque de S. Lourenço (grátis), Hotel Turismo de Abrantes, Pousada da Juventude ou Residencial Conforto Latino. Preços económicos para participantes.
Itinerário do 1.º Dia.
Saída de S.Lourenço (Freguesia de S. Vicente), Abrançalha de Baixo, Rio de Moinhos (freguesia de Rio de Moinhos), Amoreira, Martinchel (Freguesia de Martinchel), Aldeia do Mato (freguesia de Aldeia do Mato), Carreira do Mato, Souto (Freguesia do Souto), Fontes (Freguesia das Fontes), Carvalhal (Freguesia de Carvalhal), S. Simão, Casais de Revelhos (Freguesia de Alferrarede), Quinta do Pouxão, Casal das Mansas, Mouriscas (Freguesia de Mouriscas), Passagem da Ponte Rodoviária, Alvega, (Freguesia de Alvega), Concavada (Freguesia de Concavada), Pego (Freguesia do Pego), Chegada junto ao Pavilhão Desportivo do Pego, onde ficam fechadas as bikes durante a noite.
Transporte de autocarros até S.Lourenço.
Banhos no estádio Municipal.
Programa dia 13
08H00 Pequeno-almoço no restaurante S. Lourenço
08H45, Saída dos autocarros de S.Lourenço
09H30, Partida do Pavilhão do Pego
14H30 Almoço no Restaurante S. Lourenço
Itinerário do 2.º dia
Saída do Pego ( Pavilhão), Vale das Mós (Freguesia de Vale das Mós), S. Facundo (Freguesia de S. Facundo), Bemposta (Freguesia de Bemposta), Bicas, Tramagal (Freguesia de Tramagal), S. Miguel (Freguesia de S. Miguel), Rossio (Freguesia de Rossio ao Sul do Tejo), Passagem na Ponte Rodoviária, Agua Polis (Freguesia de S. João), Castelo de Abrantes, Chegada a S.Lourenço.
Lavagem de bikes no Parque de S.Lourenço.
Banhos no Estádio Municipal.
Venha conhecer o seu “nosso” Concelho de bike, percorrendo: Estradões, Veredas, Single Tracks, vislumbrando vistas maravilhosas na Barragem de Castelo de Bode, no Miradoiro das Fontes, no Cabeço do Caneiro – S. Miguel do Rio Torto entre outras divinais que existem por ai!

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Fim de Tarde Primaveril - 14/02/2009

Com um dia como o de hoje até era pecado não ir fazer o gosto ao pedal…pelas 14h00 eu (Ricardo Almeida) e Nuno Santos partimos em busca de trilhos e de paisagens espectaculares! Pelo caminho encontramos alguns elementos do BTTSARDOAL que andam a escolher o percurso para dia 15 de Março para a Maratona, aproveitamos então para esclarecer algumas questões em relação ao pagamento! Distancia Total: 35km

Fiquem com o Foto-Re
port desde fim de tarde á maneira!



video

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Rescaldo I Maratona Alvaiázere
















Ponto de partida para este dia de BTT foi em Abrantes por volta das 7 horas da manha. Optamos por seguir mais cedo para evitar as confusões de levantamento de dorsais, metemo-nos assim ao caminho…fizemos uma paragem num café em Lareira para beber um cafezinho para despertar. Um pouco depois das 8 já estávamos a estacionar junto ao local da partida, encaminhamo-nos para a zona de levantamento de dorsais (que estava devidamente assinalada) nesta altura sem fila nenhuma, juntamente com o dorsal vinha um bidon de DieteSport e folhetos informativos sobre o concelho de Alvaiázere. Altura então de ir tratar das bikes, montagem e algumas afinações e pronto estávamos prontos para partir. Perto das 9h30 dirigimo-nos para a zona da partida, sendo a partida dentro da hora prevista para o inicio desta maratona.

Nos primeiros km da maratona rolamos cerca de 5km pelo asfalto, o que foi bom para aquecer um pouco e dispersar um pouco os 550 participantes, mais a frente cerca do km 8 deu-se o primeiro grande ponto negativo, deparamo-nos com uma fila gigantesca para proceder a entrada de um single track sempre a subir onde apenas se conseguia passar em fila indiana, agora imaginem, quase 600 bikes para percorrer uma distancia de 2km á mão, pois porque a subida é praticamente impraticável e ainda para mais colados uns aos outros, com isto perdemos mais de 30m parados e com as bikes á mão pelo tal single.

Concluída a subida e o martírio de ir com a bike a mão, estávamos com a esperança de começar a rolar então por caminhos “cicláveis” …mas não continuação de singles praticamente impossíveis, pelo menos para categoria maratonas, talvez freeride ou mesmo downwill é que eram singles com pedra e mais pedra completamente escorregadia que com este tempo é normal, zonas com muito mato, mais zonas que só se conseguia fazer com as bikes á mão e mesmo assim era muito complicado já que ate é pé se tornam complicado e perigoso andar sobre pedra molhada. Com isto foram feitos quase 14km em cerca de uma hora ou até mesmo mais, para um inicio de maratona manda com um pessoa a baixo!!!

Rumámos então em direcção a uma aldeia, onde o piso era em calçada, sempre com atenção que zonas assim é complicado…passada a aldeia tivemos uma longa e espectacular descida com uma paisagem fantástica, a descida a acabar no zona de lamaçal que se tornou divertida e concluindo esta zona de descida junto a uma ribeira; para trás ficou cerca de 5 10 minutos de diversão…para termos logo uma subida enorme, mas deste vez em asfalto, concluída a subida em asfalto retomamos os trilhos, tendo uma descida em terra com alguma técnica mas esta possível de se fazer nas bikes para praticamente todos os participantes, feita a descida…mais uma subida impossível, a vista era igual tanto para a frente como para trás, o pessoal todo com as bikes á mão!!!

Superada mais uma das impossíveis subidas rolamos um pouco tendo também uns singles, mas desta vez cicláveis e ate divertidos.

Chegamos assim á primeira zona de separação de, zona esta que na nossa opinião estava bem sinalizada, nesta altura já tínhamos cerca de 18km…a partir daqui foi desesperar pelo reforço, continuamos um pouco por asfalto e depois novamente por calçada, tendo mais um single repleto de rocha escorregadia, mas desta vez com partes possíveis de se fazerem…terminando este single com a passagem de uma ponte romana e com um rio fantástico; mas logo a seguir mais um louca subida com as bikes á mão, mais uma vez a paisagem era a mesma tanto a frente com a trás pessoal com a bike á mão! Feita esta zona tivemos uma altura que foi a mais rolante do percurso mas sempre com longas subidas mas desta vez possíveis de se fazerem montados nas bikes, tendo também pelo meio um single 5***** pelo meio dos pinheiros com uma ribeira pelo meio, muito divertido. Nesta fase começava se a desesperar, água já não existia, reforço nem velo pessoas da organização também á muito que não se viam. Continuavam as longas e impossíveis subidas, mais pessoal com as bikes á mão…passou a ser um martírio completo!

A certa altura tivemos de parar junto a uma casa e o Nuno desesperadamente bateu a porta para pedir água…uma simpatia senhora abriu a porta e ofereceu prontamente água a 5 bttistas completamente desesperados por água e ainda ofereceu nos vinho…mas nós nem quisemos saber do tintol, era mesmo água que desejávamos! Desde já fica o obrigado a esta amável senhora.

Com isto lá continuamos nós em direcção á meta…parecíamos que andávamos completamente perdidos, lá formamos um grupo de 6 bttistas entre nós uma senhora. Foram mais algumas subidas das tais já descritas, daqueles que ate a descer são horríveis, mas enfim! Os km continuavam e nem sinal de pessoal da organização, nem sinal algum de reforço, íamos encontrando alguns companheiros pelo caminho mas todos confusos e chateados com tudo o que se estava a passar. Ao km 30 finalmente aparece o primeiro reforço, para um passeio que foi anunciado com 35km ter um único abastecimento ao km 30, por amor de deus não brinquem com quem gostas de desfrutar do btt, não fomos para Alvaiázere com intenção de sofrer assim desta forma! Contudo o reforço estava bom, com pães com chouriço, pasteis de nata, bananas, sumos, águas, cerveja e até tintol, as pessoas que se encontravam no abastecimento também eram bastante simpáticas. Feito o reforço ficamos a saber que ainda tínhamos mais 12 km até ao fim…

Após alguns km depois do reforço eu (Ricardo) foi “atacado” por umas fortes cambreas, valeu me a ajudo de um membro da equipe DropZone de Tomar, daqui ate ao fim foi um esforço enorme muitos alturas só conseguia andar a pé, foi muito duro ate chegar a Alvaiázere.

Chegando a zona de partida, foi esperar cerca de 30m para lavar a bike visto que no local só existia uma mangueira…foi penar ao frio ate chegar a nossa vez!

Depois disso encaminhamo-nos para a zona de banhos, na esperança de ter um belo banho quente para relaxar um pouco…mas não passou de isso mesmo, apenas uma esperança! Foi mesmo água gelada…é horrível nesta altura do ano, achamos inadmissível um estádio daquela dimensão não ter banhos de água quente para todos!

De seguida fomos ver do almoço, quer dizer mais lanche, já que começamos a almoçar eram 4 da tarde, o almoço estava razoável! O local onde foi servido é que era para esquecer, um local muito frio e nada acolhedor, para verão seria ideal agora para inverno é para esquecer!

Num modo geral esta maratona deixou muito mas muito a desejar foi sem duvida á pior das maratonas que participamos…é que nem sabemos o que chamar a “isto” já que foi uma situação mesmo esquisita! Achamos que isto de maratona não teve nada, pois em 42km fazer a volta de 10km, para não dizer mais com a bike á mão, termos subidas impraticáveis, descidas completamente absurdas… é inaceitável.

Dados Finais:

Distancia percorrida: 42km

Tempo gasto: 4h10m

Nota (0 a 5): 2

Eventos na nossa agenda


  • II Passeio de BTT Páscoa Viva - Vila Nova da Barquinha - 29 Março 2009
  • Maratona BTT Entroncamento - 5 Abril 2009