sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Maratona/Passeio - São Lourenço

Boas pessoal das pedaladas...no mesmo ano o clube do pinhas pela primeira vez vai realizar duas provas/passeios, a primeira foi as 4 Horas de Resistencia/ Passeio, que contou com a presença de alguns Amigos do BTT de Vale de Horta.
Nesta edição não poderiamos deixar de comparecer...já que é espetacular participar nestas iniciativas, a organização é espectacular e correr ao lado dos melhores a nivel nacional e fantástico!

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Trilhos do “Porcalhão” - 29/10/2008

Novamente uma voltinha a meio da semana, já se tornou hábito...hoje pela segunda vez combinamos uma voltinha de fim de tarde semanal. Ultimamente têm sido poucos os “Amigos Bttistas”, uns por preguiça, outros por falta de força nas canetas e alguns por motivos profissionais…mas destas vez juntou se mais um camarada das pedaladas, o Nuno com a sua VAG toda lubrificada, afinada e com uns upgrades novos (ficou á maneira na Bike).

Esteve uma tarde fantástica, com um sol de Outono á maneira…como é costume a volta iniciou-se no Vale de Horta, iniciámos a pedalada pelo asfalto em direcção ao Brunheirinho; Bemposta, aqui começamos a desbravar novos trilhos, iniciando assim uma longa subida com bastante pedra solta e alguma areia solta pelo caminho, após completada a subida, seguimos por alguns estradões bastante rolantes chegando então a uma descida fantástica, descida esta que deu uma aparatosa queda ao David, apenas uns tojos pelo corpo, nada de grave; continuamos em direcção á Corredoura; Vales. Iniciando assim a subida até São Facundo; Favaqueira, local com paisagens espectaculares, tomando estradões em direcção á Esteveira, onde paramos para comer umas barritas, seguindo então o trilho em direcção ao Vale do Pisão, altura esta que encontramos uns “amigos” de quatro de patas…uma vara de porcos de um tamanho gigante (o Nuno deu uma de domador de porcos), tanto porco junto! Após as brincadeiras com os porcos iniciamos assim a longa subida até á Cruz das Cabeças, subida brutal, piso muito rolante com uma inclinação razoável, a esta altura já o sol estava a desaparecer o frio começava-se a notar, os sinais do tempo frio; chegando á Cruz das Cabeças seguimos pelo cimo do Vale da Ferrugenta, com um por do sol a acompanhar-nos e finalmente chegámos ao Vale das Mós, seguindo então por asfalto até ao Vale de Horta.

Neste fim de tarde de Outono percorremos 35km, sendo cerca de 10km por asfalto, esta volta está bem dividida quer ao nível de subidas e descidas, com estradões bastante rolantes , com muito cascalho solto, mas isso é muito comum aqui pelas nossas zonas…é sem duvida uma volta a repetir!


Fotos da volta:


A rolar pelo asfalto

A caminho da Favaqueira
Barrascos do Vale do Pisão
Subida Cruz das Cabeças
Sunset BTT
video

domingo, 26 de outubro de 2008

Manha Domingueira…”Novos Trilhos” – 26/10/2008

Mais um fim-de-semana, mais um domingo…mais um voltinha domingueira!

O ponto de encontro foi mais uma vez no Vale De Horta, no Cabeço…tudo combinado para as 9 horas da matina, mas certo artista às 8 horas já me telefonava, (pois é David entramos no horário de Inverno). Resolvida a questão da mudança de hora lá arrancamos às 9h30m, estava uma manha espectacular, nada de vento, céu limpo, uma brisa matinal que é espectacular para acordar e como é claro o cheirinho a ar puro que este cantinho nos reserva…Começamos a rolar e conversa que trilhos iríamos percorrer hoje…passado algumas indecisões o David lá sugeriu uma volta que nos era totalmente desconhecida, seguindo então a seguinte rota: Casal do Balancho; Baralho; Bemposta; Mata dos Ingleses, após uma subida bastante longa (1,5km) somos brindados com este magnífico local, com paisagens lindíssimas e estradões bastante rolantes; São Miguel, paisagem soberba, ao longe avista se Abrantes, Central do Pego, Arreciadas, após desfrutar destas paisagens, inicia-se uma longa e espectacular descida até Casal do Meio, continuando o trilho por, Monte das Areias; Casal do Meirinho; Casal do Telhado, parte esta do percurso bastante exigente a nível fisco, provocando algum desgaste já que percorremos cerca de 5km por areia solta e o sol já batia forte, seguindo então por Vale Poços dando assim inicio á subida para São Facundo, e que subida o David ainda lutou bastante para a fazer sempre a pedalar, eu bem tentei mas já não tinha pernas para isso (nem sei quando vou ter) uma subida muito inclinada, com bastante cascalho solto, muitas valas e com cerca de 1,5km, chegando a São Facundo fizemos uma paragem para abastecermos de água e recuperar o folgo da tal subida, restabelecidas as forças seguimos em direcção ao Monte da Courela, longas descidas sempre a rolar a grande velocidade esta parte final foi bastante divertida e muito radical, acabada a descida seguimos em direcção ao Brunheirinho e final terminamos a volta com a chega ao Vale de Horta.

Com esta volta domingueira, com bastante diversidade de pisos e altimétricas, percorremos 44km sendo apenas 10km em asfalto, tendo um acumulado de subidas (com bastante inclinação e longa duração) de cerca de 4km, 5km em pisos arenosos…e umas quantas descidas espectaculares.

Nunca tínhamos pedalado por estas zonas mas aconselhamos desde já!


Algumas fotos da volta domingueira:


Descida para Balancho

Alto de São Miguel

Inicio de piso arenoso

Subida para São Facundo


Fontanário São Facundo




sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Voltinha Fim De Tarde - 22/10/2008

Apesar das condições climatéricas adversas, do vendaval que se fazia sentir e dos sinais evidentes de chegada de chuva…eu (Ricardo) e o David lá nos fizemos aos trilhos para matar o bicho e esticar um pouco as pernas!

Saímos do Vale De Horta por volta das 15h30, após percorridos os primeiros km’s apercebermo-nos que iria ser uma volta bastante exigente a nível físico, já que o forte vento que se fazia sentir dificultava bastante o nosso andamento, mas lá continuamos a nossa voltinha seguindo os trilhos por Vale de Zebro, Concordânca, estrada militar seguindo ate Valeira Baixa, nesta zona onde encontramos já grandes sinais de lama, mas nada que se compare a aventuras anteriores, prosseguindo então em direcção á Chaminé, Bemposta, Baralho, Vale das Casas, Brunheirinho e finalmente Vale De Horta.

Nesta pequena volta de fim de tarde fizemos 30km, percorrendo apenas 7km por asfalto sendo sempre o restante por trilhos e estradões de terra batida que por em quanto ainda são bastante rolantes mas com a chega da chuva são um autêntico lamaçal.


Algumas fotos da nossa volta:

Subida até Concordânça
Alto do Picoto do Vale de Zebro

A rolar estrada militar
David a chafurdar

Mais um lamaçal...





video